Breve História de Brasilândia do Tocantins

1. Quem nasce em Brasilândia é

BRASILANDENSE

Instalação do município: 1º de janeiro de 1993

Aniversário da cidade: 20 de fevereiro

Surgimento: Ano 1960 

Município-mãe: Presidente Kennedy

Distância rodoviária da capital: 230 km

Atrações turísticas: Folia dos Santos Reis (uma grande atração)

Eventos culturais: Santos Reis (6/01)

Festejo de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro – padroeira da cidade (31/05)

2 – CARACTERIZAÇÃO  GERAL DO MUNICÍPIO

2.1 – Aspectos históricos

A origem histórica do município de Brasilândia do Tocantins data-se desde os anos 60, quando o Senhor João de Melo agrimensor atuante de procedência do estado de Minas Gerais, veio com sua família habitar nas margens do córrego Lagoinha, numa fazenda de propriedade do Sr. Deus Dará, morador do Município de Pedro Afonso – TO. Paralelamente à sua vinda, se deu também à mudança da família Gouveia, vindos do município de Itacajá e instalando-se nas proximidades do Córrego Grotão.

No ano de 1972, com o advento da construção da BR – 153, que se tornaria o principal eixo de transporte para a região norte, o povoado teve rápido crescimento nos anos seguintes, elevando-se a categoria de vila, ficando, pois denominado Brasilândia, conforme nomeou João de Melo, pelo fato da localidade ser bonita e situar-se às margens da Belém-Brasília, a qual pertencia ao município de Tupiratins.

Com o passar dos anos, a sede do município é transferida para Presidente Kennedy, e Brasilândia passa a pertencer ao novo município até o ano de 1991, quando foi emancipada através da Lei nº 251 de 20 de fevereiro de 1991, e instalando-se no dia 1º de janeiro de 1993, sendo a partir daí, desmembrado do município de Presidente Kennedy.

2.2 – Espaço Geográfico

Coordenadas Geográficas: 48° 40° - norte 8° 10° - sul

Altitude: 224 m

Latitude: 08° 23 – 15

Longitude: 48° 28 – 52

Área do município: 641,47 km²

Densidade demográfica: 3,22 h/km²

Distância da capital: 230 km

Vegetação predominante: Cerrado e matas

Principal Rio: Rio Feio

Córregos: Córrego Grotão, Córrego Tapuio, Córrego do Lage, Córrego Tiririquinha.

2.3 – Limites

Norte: Colinas do Tocantins e Palmeirantes

Sul: Presidente Kennedy

Leste: Tupiratins

Oeste: Bandeirantes

2.4 – Sistema Demográfico

O município de Brasilândia do Tocantins conta com uma população de 2.064 habitantes, sendo que aproximadamente 628 dessas pessoas vivem na Zona Rural e Povoado, e 1.436 reside na Zona Urbana. A média de habitantes é de 05 membros por família, a origem da população é mista, migrando de vários estados brasileiros e diversificando a cultura do município e investindo no crescimento econômico do município, pelo fato de ser uma região centralizada e de fácil acesso aos polos industriais,  e de terras férteis facilitando assim o desenvolvimento da economia local.

2.4.1 – Aspectos Socioeconômicos e de Infraestrutura

A principal atividade econômica do município é a produção agrícola para subsistência no cultivo de arroz, milho, mandioca, feijão, melancia.  Sendo a pecuária de gado de corte e leite a maior atividade produtiva com 53,1% de produção.

O município extrai minérios como areia branca, cascalho grosso para Construção Civil.

Na arte artesanal, a produção de crochê e bordado à mão o que mais se destaca.

O município conta com Ruas e Avenidas pavimentadas, água tratada, 02 Postos de atendimento médico, 01 CMEI, 01 Quadra poliesportiva, 01 Estádio de Futebol, atendimento dos Bancos Bradesco, Brasil e Caixa Econômica Federal através de uma Lotérica, 01 Colégio estadual, 02 Escolas municipais, 03 Supermercados, 02 Panificadoras, 01 Posto de gasolina, 05 Igrejas Evangélicas, 01 Igreja Católica.

A grande maioria da população é assalariada em serviços públicos nas esferas Estadual e Municipal, vendedores ambulantes e comerciantes, o índice de desemprego é considerado baixo em proporção ao número de habitantes sendo mais acentuado entre jovens (18 a 25 anos) e homens (25 a 45 anos). A renda familiar no município varia entre um a dois salários mínimos por família. O PIB per capta do município é de 14.680,38.

2.4.2 – Aspectos populacionais

DISTRIBUIÇÃO DA POPULAÇÃO POR FAIXA ETÁRIA - 2014

IDADE

QUANTIDADE

00 a 14 anos

605

15 e 59 anos

1245

60 anos ou mais

214

TOTAL

2064

 

2.4.3 – Aspectos Cultura e Lazer

As manifestações culturais são bastante diversificadas, fato decorrente da forte migração que divulgou diversas culturas e costumes na região. Um dos costumes que prevalece até hoje é a festa de Folia de Reis e Festejo de Padroeiros. Os pratos típicos são variados, como: chambari, frango caipira, churrasco, pamonha, arroz com pequi sucos de frutas típicas como: caju, manga, buriti e bacaba.

O lazer se destaca no esporte e banhos nos igarapés e rios da região.